“Quero que eles não sejam invisíveis à sociedade”, diz protetora que dedica vida a animais doentes

Estender a mão a animais debilitados, que têm poucas chances de uma vida nova, é o caminho que a administradora Jane Carolina dos Santos, 40, escolheu para seguir. “Não é qualquer pessoa que leva um animal doente para dentro de casa”, conta. Ela já cuidou e doou cerca de cem.

Jane foi uma das ativistas que participou da retirada, em 2013, dos beagles do Instituto Royal – a empresa fazia testes científicos em cães. Nessa época, conciliar resgates com trabalho em empresa ficou difícil.

“Minha vida virou de cabeça para baixo”, diz. Com o dinheiro da rescisão que recebeu, vaquinhas e o Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!